segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Notícias do fim-de-semana!

Sexta-feira, Festa do Pijama. Decidi ir na última hora. Depois da academia, passei na casa do Rodrigo Linck e ficamos conversando até por volta das 22:40hs. Falei com o Digão pelo MSN e ele resolveu ir também. Depois que subimos pro centro, comprei o ingresso do Thomás. O resto dos guris (Darlan, Lucas Michels, Lucas Köhler, Mário, Raul) não entraram na Festa, apesar de estarem lá na frente da Praça. Apesar do frio, estava bom. Não tanto quanto a festa do Blackout, mas estava bom.

Sábado. Academia e depois, mais tarde, rodízio de pizza na Saporito, em comemoração ao aniversário da Michelle. Fui de ônibus a maior parte do caminho, porém tive que caminhar mais 5 quadras a pé depois de descer do ônibus na última parada. A pizzaria estava lotada. Na nossa mesa, haviam aproximadamente 15 pessoas. Eu lembro o nome de quem saiu com a gente pra caminhar depois da janta. Priscilla, Manu, Juliano, Dedé, Luismar, eu, Michelle, Stefani - prima da Michelle. Estava legal!

Depois, que saímos da pizzaria, fomos caminhando até a frente do Hangar, ver o movimento. Como não estava grande coisa, continuamos até o bar Tropical. Aí, a mãe da Michelle ligou pedindo pra levar a Stefani pra casa. Na volta, separamo-nos na frente do Correio, onde os guris bebiam cerveja. Lucas Michels, Lucas Köhler, Guilherme, Digão e o Mário. Resolveram então ir até o Piquete Lajeadinho/Clube Sete. Como não havia lugar no carro para todo mundo, sobrou pra mim ir caminhando. (O que não foi nenhum problema, levando em consideração toda a pizza que comi, não seria bom mesmo me apertar em carro algum ^^)

Faltando uma quadra pra chegar à Praça dos Patinhos, eis que vejo o carro do Màrio indo em direção contrária. Pensei: "Bem, eles devem estar dando umas voltas, esperando que eu chegue."
Mas, como me falaram depois, que me esperando que nada... Estavam indo atrás do Celta de três garotas que abanaram, respondendo o cumprimento do Mário.

Fui pra casa. Arrumei umas bagunças no quarto e fiquei lendo, ouvindo música, deitado na cama, até o sono chegar. Dormi.

Domingo, fomos* tomar mate na Praça dos Patinhos. Que voltou a ser, literalmente a "Praça dos Patinhos"! Recolocaram alguns patos por lá. Não são bonitinhos e branquinhos e lindinhos como a gente vê nos filmes, mas creio que eles são feios assim porquê são pequenos ainda. Por "fomos" compreenda-se: Eu, Darlan, Lucas Köhler, Lucas Michels, Digão, Edu, Guilherme e Mário. Como não havia lugar pra todos num banco só, juntamos dois bancos. Depois de esvaziarmos a primeira térmica de água para o chimarrão, caminhamos mais um pouco e fomos sentar na grama. Por volta das 18:30hs resolvemos ir embora, e fomos caminhando em direção à ponte. Quando chegamos na ponta da Praça, decidimos dar mais uma volta antes de continuar pra casa. Então tocou o celular do Guilherme. Eram as gurias* que eles estavam seguindo no sábado à noite. (*Eu não diria que são exatamente gurias, porque elas têm, em média, 26 anos de idade.)

Como explicar as histórias que aconteceram... Vou dar um breve resumo por aqui, até porque tudo que eu sei, foi o que me contaram, e como não estive junto com eles, não irei detalhar muito para não falar bobagem. Portanto, leiam essa parte da história como "foi mais ou menos assim que aconteceu":
Eles estavam de carro, chegando no Clube Sete, e o Mário abanou pra motorista de um Celta que ia na outra direção. Como ela retribuiu o aceno, eles foram atrás. Seguiram elas por algum tempo. Elas deixaram a terceira ocupante do carro no Clube Juventude nalguma festa de casamento. Quando pararam pra conversar com os guris, a primeira coisa dita por elas foi: "E aí, crianças!?"
Uma é alegretense - Cris, ou Cristiane ou Cristiana, - embora estude no Rio de Janeiro. Outra - Délia, - é carioca, muito amiga da primeira. Sobre a terceira que estava no carro, não sei.
E tornaram-se amigas nossas.

Na Praça dos Patinhos estavam a Délia, a Cris, a Ilana, a Márcia - que depois ficamos sabendo ser a mulher do Bada, um dos donos do Hangar Bar, - e a Bibiana - que suspeito ser a terceira ocupante do carro no sábado. E ficamos conversando com elas. Eu me despedi às 19:20hs, quando fui pra casa, me arrumar pro horário que iria jogar às 20hs, no Bem Bolado, e os guris continuaram conversando por lá.

Fui pro jogo. E algo completamente inédito e inacreditável aconteceu. Ainda não consegui entender. Fazia tanto tempo que isso não acontecia que eu não lembro quando algo assim havia acontecido pela última vez. E é difícil eu não lembrar de alguma coisa.
Eu joguei como goleiro. Normal. O que foi completamente anormal foi eu não fazer gols. Nenhum. Nem um. Zero! Nosso time ganhou, de 6 a 0, mas não me senti satisfeito ao final do jogo. Até agora não estou satisfeito. Tenho que me conformar. Acontece. Agora já passou, não tem volta.


Você, leitor(a), deve ter cansado de ler: "Eu, Lucas Köhler, Lucas Michels, Digão, Guilherme, Darlan, Mário..." ^^ Essa galerinha da pesada aprontou altas confusões nesse fim-de-semana!

Por falta de tempo, o que aconteceu depois que voltei do jogo eu posto amanhã!
Abraços pra todos!
Obrigado pela visita!
Até a próxima!

3 comentários:

Dinei André disse...

"E aí, crianças??"
uasheusaheuasheusahueasheuh
essa foi de trinca os ovo....
uasheusaheuasheusaheuashe

Nido De Gêmeos® disse...

Se estava pior que a do Blackout, "Delsolivre"...
"Crianças" -> Muito engraçado...
Fiquei sabendo da história dessas loucas depois que estava voltando da casa da Júlia em que vi um filme...
Os guris estavam entre os Correios e o Hangar e me contaram...
Até brinquei com eles pra arrumarem mais uma amiga pra mim... Já que estavam toda hora ligando pra elas...
Quando ao jogo... Lugar de goleiro é no gol... o próprio nome já diz... GO-LEI-RO!!!
Não existe essa história de querer sair do arco ir driblando até a Puta Que Pariu e fazer gol... Isso só dá merda... O único que eu confio a fazer isso é o Rogério Seni... Mas nem ele faz isso... Ele apenas cobra alguma falta lá na frente ou algum pênalti...
Era isso!!!
Abraços!!!

dimhr12 disse...

"Crianças" foi mesmo fenômenal!

Huasuahsuhasuashuasuas!!
Tu sabe como que eu jogo, Nido...
Tenho a mania de querer fazer o papel de quem não está certo. Só que dessa vez, todo mundo jogou direitinho, não foi preciso da minha ajuda pra fazer gols. ^^
P.S.: O sobrenome do Rogério é "Ceni", com C de crianças. hehehehehe...