sábado, 15 de novembro de 2008

Livro - parte 2

Continuação da história do livro que estou escrevendo:

"
- Quer ovos mexidos, querido? - perguntou ela.
- Não, obrigado - respondeu Bill.
- Está tudo bem?
- Sim, só estou preocupado com a transferência de uma carga para o Canadá. Clark insiste em dizer que deveríamos incluir o custo da entrega no preço final de cada carro, assim como as outras companhias fazem, e Oliver dá muitos ouvidos a ele. Não podemos fazer isso, pois é o que nos torna melhores do que as outras empresas de exportação, e além do mais, isso está fora do nosso alcance.
- Nem ligue pra isso. Tenho certeza de que Oliver saberá ouvir o diretor certo.

Despedindo-se com um beijo, Bill foi à garagem, entrou em seu BMW e seguiu em direção ao centro, e à ImediMove.

"Tenho uma esposa maravilhosa, dois filhos exemplares, uma casa no valor de cem mil dólares, um carro de última geração e uma carreira de sucesso, sendo um dos diretores da maior empresa de exportação do país. O que falta pra mim ser feliz? Não faço idéia!" - pensava ele, durante o trajeto de aproximadamente vinte minutos que o levava de casa ao trabalho.

Pelos padrões de vida americano, Bill poderia ser classificado como rico, era também o diretor mais jovem de toda a história da companhia e esperava tornar-se sócio no ano seguinte.

"

E continuo escrevendo.
Amanhã, vamos torcer pelo Grêmio, embalar o tricolor em direção à vitória!

Peço, mais uma vez: postem nos comentários, deixem um recado no chat! Participem, gente!
O que é que eu digo pro Paulo???
Dêem sugestões para a enquete!

Mais notícias em breve.

Abraços pra todos!!!

E continuo esperando. ;)

5 comentários:

Anônimo disse...

Fale para Paulo que esqueça as três!
Se não deu certo ate agora não dará mais!
Arruma outra Paulo, de perto e menos confusa!
Att: M

dimhr12 disse...

"M", é uma boa sugestão.
Falei com o Paulo e ele me disse que esquecê-las não será nem um pouco fácil, e ele não quer isso.

Aguardo mais idéias.

P.S.: Quem é você? Não consegui pensar em ninguém que ainda use o verbo dar no tempo futuro desta maneira! E ainda por cima, sem erros (visíveis) de gramática.

Se puder, diga-me quem és.

Anônimo disse...

Então ele gosta de sofrer por elas!
Sabe que a historia do Paulo é bem parecida com de um amigo meu, dei esta mesma sugestão a ele, mas porem também me respondeu que não queria esquecê-las!
A sua historia é verídica ou fictícia?
Att: Miche

dimhr12 disse...

Não é bem assim.
Ou é, não sei.

A história do Paulo é real, utilizei até as palavras que ele me falou pra descrever as pessoas envolvidas; a única coisa que mudei foram os nomes.

Muito obrigado pelo comentário! ;)
vlw!

Anônimo disse...

Foi o que imaginei, fosse uma história real.
Quem sabe não seja o Paulo o meu amigo.
Por que nos temos alguns amigos em comum.
Sou de Engenharia Civil e meu amigo também o da mesma história.

Mereceu o comentário.

Att:
M